Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As viagens dos Vs

Mulheres nutridas, famílias felizes

As viagens dos Vs

Dia Internacional da Mulher na vida normal de uma mulher!

08.03.19 | Vera Dias Pinheiro

dia internacional da mulher

 

Acordei, depois de uma noite de cama partilhada (uma das muitas) particularmente ruidosa face ao actual estado de ranhos, nariz entupido e dificuldade em respirar (consequência do próprio nariz entupido). Acordei com particular mau humor e pouca energia.

O dia começou como todos os outros: despachamo-nos sempre a correr para que eles, crianças que se distraem com tudo, se dispersem o menos possível. Deixei-os na escola e fui ao ginásio. E fui, não por ser Dia da Mulher, mas porque aprendi a pensar em mim e nas coisas que são importantes ao meu bem-estar todos os dias do ano – sobretudo nos dias em que acordo com a energia mais em baixo.

 

Regressei a casa e tomei o pequeno-almoço. Passei para o escritório e sentei-me ao computador. O dia, tal como o vosso certamente, foi passado a trabalhar. O trabalho pode ser convencional ou com um horário definido. Mas é um trabalho que foi conquistado a pulso, por mim, com as minhas capacidades e com a minha perseverança. E porquê? Porque um dia decidi dizer basta a uma carreira infeliz e pouco ou nada recompensadora. Foi arriscado, tive medo, ouvi de tudo, mas confiei e trabalhei muito e sem desistir. E com o tempo, com as coisas mais estáveis, a vida assume assustadoramente o seu ritmo normal. Há dias melhores e dias piores. Há chatices e coisas boas. Existem dias mais animados do que outros. A parte menos boa é, sem dúvida, passar imenso tempo sozinha. Nem sempre é o melhor remédio.

Pelo meio, aproveitei para adiantar uma – ou várias - máquinas de roupa para lavar, tirar a loiça da máquina a arrumar mais uns quantos brinquedos espalhados pela casa. Não me posso esquecer do jantar e ver se não há nada urgente que falte do supermercado.

 

A minha vida mudou, às vezes sinto-me mais dona de casa que outra coisa, noutros dias sinto que simplesmente não tenho tempo para ela. Todavia, olhar para trás e ver tudo o que já fiz e onde cheguei dá-me uma certa satisfação. Satisfação por não ter desistido de mim, por não me ter acomodado, ainda que as decisões que temos de tomar em família não sejam sempre fáceis. Mas sei que retirei de cada momento a oportunidade para fazer alguma coisa mais por mim, pela minha felicidade e pelo meu amor próprio.

 

Contudo, tudo o resto faz parte daquilo que é ser mulher. Fala-se tanto e, por vezes, nós próprias fazemos tão pouco. Esperamos sempre grandes gestos quando as mudanças estão ao alcance de cada uma de nós. Entre o caos de uma vida em família e de uma casa com duas crianças, há uma mulher que se esforça por não se deixar afundar - ou pelo menos para não se deixar ficar muito tempo no fundo. Há uma mulher que se esforça por ser mãe, que toma decisões pessoais a pensar na família com a condição de que eu consiga de alguma forma adaptar-me.


Acredito que é possível sermos tudo aquilo que sonhamos, ainda que seja bastante real que tenhamos que ser outras tantas coisas pelo meio. Aliás, passamos muito mais tempo a ser essas outras coisas todas…

 

Talvez não saia tantas vezes com as minhas amigas quanto desejaria, talvez seja difícil ceder o meu lugar ao final do dia e que essa seja a “minha missão”. Talvez sinta que me falte um pouquinho mais de tempo para crescer ainda mais no meu trabalho. Talvez… e talvez haja dias em que a ansiedade seja maior. Ainda assim, são as consequências das nossas escolhas num mundo e numa vida que não tem nada de perfeita.

Tenho ainda a certeza que dou muito de mim aos outros, tenho a certeza que deixo que esses outros levem parte daquilo que eu sou..., mas acordo de cabeça erguida e feliz porque, ao longo do meu caminho, tenho conseguido fazer escolhas importantes que me permitem ser a MULHER que sou hoje, que continua a sonhar e, acima de tudo, continua a conseguir realizar os seus sonhos. Sem glamour.... porque dois filhos e passar 24h em casa dá cabo de qualquer pessoa... eh eh eh!!!

 

Não se esqueçam: YOU MATTER!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.